Como a gestão pode conter problemas financeiros na empresa

Como a gestão pode conter problemas financeiros na empresa?

Como tornar a Gestão Empresarial sua aliada para superar problemas financeiros na empresa

É horrível passar por problemas financeiros na empresa.
O faturamento cai coincidindo com a quebra de algum maquinário, apenas citando uma situação bem provável.

Não se desespere, é mais comum passar por isso do que parece.

Aqui a gestão empresarial torna-se essencial para atravessar esses problemas.

Os fatores analisados neste artigo são baseados em escritos de mais de 2,5
mil anos.

A filosofia e estratégia de Sun Tzu em a “Arte da Guerra” de 500 a.C. pode ser contextualizada no âmbito da gestão empresarial.

Origem de problemas financeiros

Os problemas financeiros na empresa costumam ser ocasionados por falhas de planejamento; gestão de pessoas, falta de visão estratégica e a ausência de uma boa gestão de crise.

É claro que muitas outras coisas podem se tornar um obstáculo gerador de problemas financeiros para uma empresa, mas a Consulting Blue falará sobre os protagonistas mais comuns e apontará uma direção.
Todas as etapas são importantes, mas separamos e propusemos dicas e soluções em nível de prioridade para planejamento; estratégia, gestão de pessoas e gestão de crise.

1 – Planejamento

É a base de um plano de negócios.

O processo de planejamento consiste na compreensão sobre os objetivos e obstáculos de uma empresa.
Esse é o momento em que inúmeras questões precisam ser respondidas.
Dica:
Sempre visite esta etapa, pensando que ela é uma história muito importante onde não podem existir buracos. Assim tudo funcionará com propósito e o nível de sucesso é muito maior.

Através do planejamento é possível encontrar várias lacunas com erros na administração, recursos humanos e demais setores de uma organização.

2 – Gestão de Pessoas É conexão.

O relacionamento que é construído entre a empresa e seus colaboradores reflete diretamente na qualidade de entrega de produtos e serviços para clientes.

Dica:
É sempre importante verificar que todos os setores se sintam satisfeitos e motivados. Isso aumenta a probabilidade de que os projetos também alcancem um nível de alto rendimento.
A maior parte dos seres humanos possui um comportamento competitivo por natureza, use isso em seu favor.

Passos para uma boa Gestão de Pessoas:
1º Valorize o fator humano da sua organização através de motivação;
2º Proponha desafios de maneira pacífica,

Resultado

Alcance resultados melhores da sua equipe.

3 – Estratégia Mercadológica

Uma direção e equipe alinhada consegue ajudar a enxergar obstáculos e soluções de mercado.

Assim como encontra novas oportunidades de produtos que atendam ao fator competitivo. Dessa forma a empresa consegue estar alinhada às tendências, sempre pensando em elevar a imagem da marca.

Dica: Sempre analise!

Da concorrência aos processos do entorno, visualize como sua marca pode performar em novos cenários apostando em crescimento para um momento oportuno de ação.

Gestão de Crise
Esta é a parte de um negócio que a maioria das empresas negligencia. Ocasionando o fechamento de muitas que não resistem quando são confrontadas por problemas financeiros.

A gestão de crise é um plano de ação que procura reduzir impactos que possam abalar negativamente uma organização.

Esta etapa contém soluções para possíveis problemas e é acionada, por exemplo, em caso de recall.

Contexto do recall:

Com o posterior conhecimento de que um produto lançado venha oferecer risco de vida para os clientes, a gestão de crise de grandes empresas aciona uma campanha de recall.
Essa campanha retira de circulação um produto de potencial dano ou realiza a manutenção preventiva, essas ações evitam problemas e tragédias ocorram e manchem a reputação da marca.

Dica:
Planejamento e gestão de crise andam juntos. Um é intrínseco ao outro, sendo imprescindível que ambas as etapas sejam muito bem estruturadas para evitar ou diminuir impactos de problemas financeiros que possam ocorrer.

A Consulting Blue entende como é importante enxergar oportunidade em todos

os contextos de problemas financeiros. Manter a mente aberta é o primeiro degrau de um planejamento estratégico capaz de trazer a solução efetiva para a organização.

Você se identificou com algum desses problemas?
A Consulting Blue pode te ajudar!

Compartilha com a gente por quais problemas financeiros sua empresa já atravessou ou têm passado.

Converse com nossos consultores!

blog

De marketing a gestão empresarial e marketing digital estratégico

Pilares de sustentação do e-commerce

 Ao contrário do que você pode pensar o marketing sempre existiu e existe para conectar pessoas a necessidades de consumo e produtos.

Marketing, que é uma derivação da palavra market se refere a mercado. Portanto o marketing, além de ser uma análise sobre o mercado é uma estratégia que busca encontrar e atingir seu público onde ele estiver.

Boom do e-commerce

A transformação digital já vinha elevando essa interação, que foi acelerada após o abalo que organizações e comércios tiveram com as medidas sanitárias adotadas para diminuir o impacto da pandemia.

Com a atenção voltada para a internet impulsionada por uma corrida para abertura de lojas virtuais, criação de logotipo e conteúdo digital, as ações de marketing precisaram ser mais específicas e bem planejadas.

Só no ano passado o e-commerce ganhou 5,7 milhões de compradores, segundo a Folha de São Paulo[1].

Como vender e-commerce?

Como me diferenciar no boom do e-commerce do Brasil?

Com uma gestão empresarial sólida e inteligente!

Nesse momento e sem abordar a abrangência da gestão empresarial como setor de Recursos Humanos; Logística, Financeiro e outros, a Consulting Blue te conta sobre o marketing.

Mas você pode estar pensando, a minha marca não é como as grandes redes varejistas que são fontes de grandes jornais brasileiros.

E você verá novamente como gestão empresarial e marketing digital estão interligados.

Porque antes de pensar em marketing é preciso fortalecer a gestão empresarial, ou seja, do planejamento ao marketing.

Mas como fazer um marketing digital fora da curva e vender mais?

Com estratégia! E o alicerce de um marketing digital estratégico é o estudo de mercado, só assim é possível vislumbrar novas oportunidades de negócios, fazer networking, além de desenvolver o branding da marca.

Para entender todas essas camadas é preciso conhecer e olhar a marca de cima, compreender os cenários disponíveis para dela, além de tornar sua marca conhecida.

Antes de pensar em executar campanhas virtuais pagas ou investir em lindas artes digitais, é preciso conhecer o cenário em que está pisando para mirar e alcançar de fato novos clientes.

Para isso indicamos pensar em 5 etapas do marketing digital estratégico:

 1 – Analisar estratégias de marketing já utilizadas pela marca;

2 – Desenhar o cenário enfrentado pela empresa tornando-se ativo e competitivo (pense em erros, acertos e desafios da marca);

3 – Estabelecer planejamento e cronograma;

4 – Praticar o plano de ação,

5 – Acompanhar os resultados da sua campanha.

Com esse raio x fica mais fácil imaginar o desenvolvimento de outras campanhas e estruturar planos de ação mais específicos e efetivos, lembrando que todas as outras engrenagens também precisam funcionar.

A gestão empresarial ganhou apenas mais um braço que se usado com sabedoria pode alcançar muito mais gente do que você pode imaginar.

 

[1] https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/07/comercio-digital-ganha-57-milhoes-de-consumidores-e-varejo-diz-que-eles-vieram-para-ficar.shtml

home office

10 Dicas de como manter a produtividade no home office

Mais de 4 milhões de pessoas já realizavam o trabalho remoto em 2018, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse método adotado recentemente por várias outras empresas é na verdade uma modalidade antiga para nós da Consulting Blue.

O home office mostrou que veio para ficar em vários segmentos e está sendo muito bem implantado no Brasil. Mas para que o rendimento da sua equipe não caia é importante se atentar a algumas dicas.

A Consulting Blue reuniu algumas recomendações do marketeiro Neil Patel e do médico Dráuzio Varella para que consiga atingir seu potencial e entregar suas tarefas com qualidade e dentro dos prazos:

1– Evite distrações como interrupção de familiares e pets. Construa um lugar calmo e silencioso para suas atividades;

2 – Invista na qualidade da internet e em backup, para não perder projetos caso ocorram imprevistos com seu equipamento;

3 – Deixe todo o material de escritório sempre às mãos para não precisar sair do ambiente com frequência;

4 – Cumpra horários. É importante estabelecer limites para não prejudicar a vida pessoal;

5 – Faça alongamentos e pausas;

6 – Mantenha-se hidratado; ir ao banheiro regularmente e respeitar o horário de almoço;

7 – Ocupe as crianças da casa com brincadeiras para que não te interrompam;

8 – Realize chamadas de vídeo quando necessário para manter o contato com outras pessoas, essas interações são importantes,

9 – Tire o Pijama! Reconstrua a rotina do ambiente de trabalho.

10 – Planeja-se para manter a disciplina!

Apesar de o teletrabalho ser mais flexível, permitindo um pouco mais de liberdade, ele também precisa ser levado à sério como qualquer outro.

 

Enquanto no escritório tem a pausa para o cafezinho, em casa tem a pausa para o carinho no pet, a bronca no filho, o barulho intermitente de alguma obra civil que começa exatamente no início do seu expediente.

Esperamos que essas dicas tenham ajudado você a ser mais organizado e assertivo com o seu planejamento.